Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
127 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56217 )
Cartas ( 21113)
Contos (12458)
Cordel (9812)
Crônicas (21735)
Discursos (3121)
Ensaios - (9960)
Erótico (13193)
Frases (41292)
Humor (17654)
Infantil (3600)
Infanto Juvenil (2327)
Letras de Música (5443)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (136754)
Redação (2885)
Roteiro de Filme ou Novela (1048)
Teses / Monologos (2379)
Textos Jurídicos (1915)
Textos Religiosos/Sermões (4467)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Caiu uma Mariposa no Meu Chá -- 11/04/2018 - 17:40 (Luciana do Rocio Mallon) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Caiu uma Mariposa no Meu Chá
Caiu uma mariposa delicada e pequena
No meu chá fervente, ardente e quente
Ela bateu suas asas de uma forma nada serena
Com um olhar de piedade, doce e carente

Ela foi atraída pelo suave aroma
Deste chá travesso feito de flor
A mariposa mergulhou e ficou em coma
Porque foi atraída pelo falso amor

O saquinho de chá virou travesseiro
Uma nuvem para a leve mariposa
O bafo da xícara é um carinho verdadeiro
Para uma alma que, na louça, pousa

Não sou o Raul Seixas que com sua melodia
Reclamou da mosca que caiu na sua sopa
Eu fiz esta humilde e singela poesia
Pois qualquer ser de asas me deixa boba

A mariposa caiu no chá com mel
Suas asas viraram um frágil papel
Ela queria somente um gole de doçura
Porém engoliu o líquido com amargura

A xícara bateu no pires e assim surgiu uma breve música
Para enfeitar a chegada ao céu da mariposa nada lúcida.
Luciana do Rocio Mallon



Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui