Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
158 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56252 )
Cartas ( 21113)
Contos (12464)
Cordel (9813)
Crônicas (21742)
Discursos (3121)
Ensaios - (9964)
Erótico (13194)
Frases (41309)
Humor (17660)
Infantil (3600)
Infanto Juvenil (2327)
Letras de Música (5443)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (136783)
Redação (2885)
Roteiro de Filme ou Novela (1048)
Teses / Monologos (2379)
Textos Jurídicos (1916)
Textos Religiosos/Sermões (4468)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->Lenda do Homem da Escada Para o Céu(Corrigida) -- 21/02/2018 - 12:36 (Luciana do Rocio Mallon) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Lenda do Homem da Escada Para o Céu
Reza a lenda que a Morte tem vários funcionários, entre eles: o Anjo Com Capa e Foice; a Ruiva Mensageira, a coruja suindara e o Homem da Escada Para o Céu.
Dizem que quando uma pessoa não é boa o suficiente para entrar no Paraíso e nem má o bastante para ir ao Inferno ela recebe, minutos antes da sua morte, a visita do Homem da Escada Para o Céu.
Anos atrás, existia uma idosa rabugenta chamada Genoveva que morava numa casa onde havia um pomar com árvores frutíferas. Ela vivia de péssimo humor e falava muitos palavrões, além de ser amante de um homem comprometido. Porém quando algum pobre pedia frutas de seu pomar, esta mulher entregava cestos cheios delas. Naquela época existia uma moça chamada Paula, que era uma “carrinheira” de papel reciclável e mãe solteira de três filhos. Genoveva sempre dava frutas, gratuitamente, para esta trabalhadora que acabou morrendo atropelada tempos depois.
Numa tarde de primavera, a dona do pomar teve um derrame no seu jardim. De repente, surgiu um rapaz com uma escada em sua frente e falou:
- Eu sou o Homem da Escada Para o Céu e trabalho para a Morte. Para chegar ao céu, a senhora precisa subir esta escada que vai além das nuvens. A cada pecado suave, que as vozes celestiais lembrarem, um degrau que a senhora pisar poderá cair. Porém se aparecer um pecado grave, a sua pessoa cairá da escada direto para o buraco do Inferno que acabou de se abrir no chão.
Então Genoveva começou a subir a escada.
Pisou um degrau e foi ao outro. Mas uma voz disse:
- Este degrau desaparecerá porque a senhora fala palavrões. Mas pode continuar a subir.
Ela pisou em mais um e escutou outra voz:
- O degrau sumiu por causa do seu péssimo humor. Porém tem o direito de continuar a trajetória.
Assim ela foi subindo gradativamente. De repente, quando a idosa estava quase numa nuvem, uma voz exclamou:
- A escada cairá porque a senhora foi amante de um homem casado e para isto não tem perdão!
A escada se arrebentou e a anciã começou a cair. Porém, no mesmo instante, surgiu uma corda feita das frutas do pomar dela e puxando o fio, estava Paula em cima de uma nuvem que exclamou:
- Como a senhora fez doação das frutas do seu pomar para pobres como eu, tem todo o direito de entrar no Paraíso.
Assim a idosa se agarrou na corda, foi salva e entrou no céu.
Luciana do Rocio Mallon




Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui