Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
50 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56719 )
Cartas ( 21128)
Contos (12517)
Cordel (9865)
Crônicas (21896)
Discursos (3121)
Ensaios - (10001)
Erótico (13200)
Frases (41730)
Humor (17749)
Infantil (3605)
Infanto Juvenil (2334)
Letras de Música (5448)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (137078)
Redação (2886)
Roteiro de Filme ou Novela (1049)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4523)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->Lenda do Túmulo, Cheio de Água, da Menina Que Morreu Afogada -- 28/02/2018 - 14:55 (Luciana do Rocio Mallon) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Lenda do Túmulo, Cheio de Água, da Menina Que Morreu Afogada
Reza a lenda que em 1923 na cidade de Santa Leopoldina, no estado do Espírito Santo, havia uma criança de cinco meses chamada Maria Gilda. Um dia seus pais saíram de casa e deixaram a menina aos cuidados da avó, Maria Zelinda. Então esta senhora resolveu dar banho no bebê numa bacia. De repente, a idosa notou que tinha se esquecido da toalha, decidiu buscar o objeto e deixou a garota brincando na água. Quando ela voltou percebeu que a neta tinha falecido por afogamento na própria água do banho. Desesperada ela orou:
- Deus, tudo isto foi culpa minha!
- Como castigo, o túmulo de Maria Gilda ficará coberto de água para que eu me lembre deste meu erro fatal!
Então quando a menina foi enterrada, seu túmulo começou a se encher de água sem explicação científica. Inclusive, ele é inundado de água até hoje, mesmo na época de seca.
Dizem que a imagem do anjo que fica em cima da sua sepultura chora lágrimas que inundam o túmulo. Inclusive, algumas pessoas já colocaram os ouvidos no peito desta escultura e escutaram um coração batendo.
Já outras criaturas afirmam que a água é milagrosa e que é capaz de curar doenças como Câncer e Aids. Por isto há procissões lá e no Dia de Finados esta sepultura recebe centenas de visitantes.
Mas a prefeitura não aconselha ninguém a beber a água do túmulo. Pois os agentes de saúde, agora, estão misturando, um remédio contra a dengue lá.
Luciana do Rocio Mallon

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui