Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
140 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56731 )
Cartas ( 21128)
Contos (12524)
Cordel (9865)
Crônicas (21899)
Discursos (3121)
Ensaios - (10001)
Erótico (13200)
Frases (41763)
Humor (17750)
Infantil (3605)
Infanto Juvenil (2334)
Letras de Música (5450)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (137080)
Redação (2886)
Roteiro de Filme ou Novela (1049)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4528)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->ABC da burguesia -- 08/04/2018 - 16:20 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O ABC da Burguesia, fede mas tem dinheiro para comprar perfume...

A burguesia, sabe bem o b a bá de todo alfabeto e conhece bem todos os aromas. Só não gosta do cheiro da terra, onde tudo brota e de onde caem as gotas de suor do trabalhador. Acredita ser sujeira e nojento tudo o que vem das mãos calejadas daquele sertanejo que nunca esqueceu suas origens. Realmente, por falta de tanta coisa não há que sentir o aroma de perfume francês. A pobreza e tudo que nela há, incomoda pela simples presença de ser. Embora para alguns possa incomodar, é a partir dela que a burguesia consegue ter uma ILUSÃO de superioridade(transitória, claro), pois da terra viemos e a ela retornaremos para adubá-la, visto que somos matéria orgânica em decomposição diária, no qual uns mais sortudos conseguem disfarçar seu mal odor usando perfume francês. O ABC não tem cheiro nem preconceito e o ideal seria ser acessível a todos, porque nós passamos mas a essência da palavras é imortal.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui